domingo, Maio 15, 2005

Quando era criança...

Quando era criança
Vivi, sem saber,
Só para hoje ter
Aquela lembrança.

É hoje que sinto
Aquilo que fui
Minha vida flui
Feita do que minto.

Mas nesta prisão,
Livro único, leio
O sorriso alheio
De quem fui então.

Fernando Pessoa

7 Comentários:

Anonymous Humberto comentou...

É sempre interessante e reconfortante ler-se e reler-se Fernando Pessoa. Ele é um poeta de um encanto charmoso, e como só ele sabe transmitir-nos a vivacidade daquilo que a vida encobre de mais simples. A recordação que temos da nossa infância é das mais ternas que guardamos no nosso interior. O amor dos pais, a amizade dos amigos, as brincadeiras do tempo de escola, e isso é um espólio que ninguêm nos tira. Gosto particularmente deste espaço porque adoro poesia, e espero vir cá mais vezes para beber um pouco das estrofes que aqui publicam.

15 Maio, 2005 15:39  
Blogger Squeezy comentou...

"Quando era criança
Vivi, sem saber,
Só para hoje ter
Aquela lembrança."

E não é k de facto é em crianças k nos "fazemos Homenzinhos"..

Qdo dei o F. Pessoa no 12º apenas gostei +\-.. mas dp fui encontrando outro género de poesia, k fui gostando imenso...

15 Maio, 2005 16:04  
Blogger Natalie Afonseca comentou...

Deambulando neste mundo, dei-me com mais um blog de Poesia, e ainda bem.
O meu último texto foi sobre o mesmo tema "quando era criança", e este poema do grande mestre, é simplesmente genial.
Abraço

15 Maio, 2005 22:29  
Blogger Iluvatar comentou...

quando éramos crianças o mundo era tao diferente, tao puro e simples, uma utopia, talvez... um mundo imaginado... adorei o poema, bem escolhido...
Pedro

16 Maio, 2005 02:40  
Blogger Tbb comentou...

Quando eramos pekeninos nao pensavamos, agiamos! é a diferença de agora :)

17 Maio, 2005 16:52  
Blogger TMara comentou...

Sabe smp bem e ensina smp algo. Bjs e :)

18 Maio, 2005 10:55  
Blogger maresia comentou...

http://enquantoaonda.blogspot.com/2005/05/e-tudo-era-possvel.html

e tudo era possível era só querer

20 Maio, 2005 15:05  

Enviar um comentário

<< Início